NOSSA ATUAÇÃO NO ORIENTE MÉDIO

O que MSF está fazendo contra a COVID-19 no Oriente Médio.

Foto: Nasir Ghafoor

Estamos trabalhando para garantir a continuidade da oferta de cuidados médicos adequados e vitais em nossos projetos já existentes. Isso é desafiador, porque as atuais restrições de viagem estão limitando nossa capacidade de transferir profissionais entre diferentes países. Há também uma pressão global sobre a produção de alguns suprimentos médicos, em particular os equipamentos de proteção individual para profissionais de saúde, como máscaras.


Em resposta à COVID-19:

Afeganistão

Na capital Cabul, MSF forneceu treinamento em prevenção e controle de infecções e melhorou o fluxo e a triagem de pacientes no hospital Afegão-Japonês, unidade de referência para casos de COVID-19 no país. No entanto, após o ataque à nossa maternidade no distrito de Dasht-e-Barchi, em meados de maio, o apoio ao centro de referência foi interrompido.

No centro de tratamento para COVID-19 em Herat, MSF está apoiando o Ministério da Saúde Pública com medidas de prevenção e controle de infecções. Em Lashkar Gah, a equipe está fornecendo suporte técnico para o gerenciamento da instalação de COVID-19, localizada no hospital Malika Suraya.

Palestina

Em Hebron, na Palestina, a equipe de MSF lançou um serviço telefônico para fornecer aconselhamento remoto em apoio a pessoas afetadas pelo surto de COVID-19, como pacientes e suas famílias, pessoal médico e outros socorristas e famílias de detidos. Nossa equipe também está distribuindo kits de higiene para vilarejos remotos e pacotes de alimentos para as famílias que mais estão sendo afetadas pelas restrições de movimento e perda de renda relacionadas ao surto da doença.

Síria

No nordeste do país, estamos fornecendo medidas de treinamento e preparação no hospital nacional de Al-Hassakeh e no campo de Al-Hol. Isso inclui a criação de uma ala de isolamento com 48 leitos, a introdução de medidas de vigilância, a identificação e o tratamento de pessoas com COVID-19 e os processos de fluxo e triagem de pacientes. Estamos fornecendo treinamento sobre medidas de prevenção e controle de infecções e uso de EPIs.

MSF reabilitou enfermarias hospitalares, que agora estão recebendo pacientes com sintomas de COVID-19. No noroeste do país, analisamos os sistemas de triagem e o fluxo de pacientes em alguns hospitais e centros de saúde apoiados por MSF, para garantir a detecção e o isolamento rápidos de pessoas suspeitas de ter COVID-19. No campo de Deir Hassan, auxiliamos pessoas deslocadas internamente nas medidas de IPC por meio da promoção da saúde e distribuímos kits de higiene, que incluíam sabão, para mais de 6.800 famílias.

MSF apoiou o hospital nacional de Idlib com o desenho de uma unidade de isolamento COVID-19. Uma equipe de MSF também ministrou um treinamento para profissionais de outras ONGs e do Departamento de Saúde. Em Azaz, nossa equipe montou uma barraca de triagem.

Iêmen

Apoiamos o Ministério da Saúde do Iêmen e instalamos uma unidade de isolamento COVID-19 na cidade de Aden, onde MSF agora administra o centro de tratamento de COVID-19 no hospital Al-Amal e fornece apoio médico e logístico ao hospital Al-Ghanouria, após um aumento acentuado de casos.

Em Haydan e Khamer, criamos centros de tratamento COVID-19 para cuidar de casos moderados e começamos a admitir um pequeno número de pacientes com sintomas semelhantes aos de COVID-19.

Na província de Hajjah, as equipes têm trabalhado nos hospitais Abs e Al-Jambouri. No primeiro, montamos uma unidade de isolamento com capacidade para 11 leitos e instalamos pontos de triagem nas duas unidades. Também aprimoramos as medidas de IPC, fornecendo treinamento aos profissionais do Ministério da Saúde sobre sintomas de COVID-19, para identificação de casos e como tratá-los. Um centro de isolamento apoiado por MSF agora faz parte oficialmente do Hospital Al-Gumhouri, unidade de referência no combate à doença na província de Hajjah.

Em Sanaa, estamos prestando apoio a dois hospitais. No hospital Al-Kuwait, administramos o departamento de internação e tratamos pessoas com casos graves nos 15 leitos na unidade de terapia intensiva. No hospital Sheikh Zayyed, fornecemos conhecimento técnico para triagem dos pacientes e sobre prevenção e controle de infecções. Na província de Ibb, apoiamos as autoridades locais na construção de dois centros de tratamento de COVID-19, implementando medidas de IPC e auxiliando no suporte técnico, triagem e gerenciamento de instalações, incluindo planejamento da força de trabalho e gerenciamento de resíduos. As equipes também forneceram treinamento em promoção da saúde para profissionais do Ministério da Saúde e cuidadores particulares.

Realizamos treinamento e implementamos medidas de IPC em hospitais de Hodeidah, Taiz Houban e na cidade de Taiz. Nossas equipes também montaram uma unidade de isolamento no hospital Al-Salakhana, em Hodeidah, e unidades de triagem e de identificação de possíveis casos no Hospital da cidade de Taiz.

Jordânia

Nosso hospital está sendo reaproveitado para ter potencial para receber pacientes com COVID-19.

Líbano

Em Zahle, no centro do país, onde MSF administra uma ala pediátrica no Hospital Governamental Elias Hraoui – agora um local de referência de COVID-19 – nossas equipes estão apoiando a unidade por meio da montagem de uma sala de emergência em tendas fora das instalações, e fazendo o gerenciamento da triagem de adultos e crianças. Também estamos tratando pessoas suspeitas de ter COVID-19 na enfermaria de internação e na unidade de terapia intensiva pediátrica. Fornecemos apoio logístico e treinamos profissionais dos hospitais em Hermel, Saida e Trípoli, incluindo medidas de prevenção e controle de infecções (IPC).

MSF lançou um novo programa-piloto, que consiste em treinar e ajudar famílias no sul de Beirute e no vale de Bekaa com a prática de blindagem. A blindagem é um processo voluntário que pode fornecer proteção adicional a pessoas com maior risco de contrair COVID-19, como idosos ou pessoas vivendo com doenças crônicas. Enquanto isso, uma campanha de conscientização massiva direcionada aos profissionais que estão atuando na linha de frente também ocorreu nessas duas áreas.

As equipes de promoção da saúde de MSF direcionaram as pessoas que estão em contato diário com a comunidade (como motoristas de táxi, forças de segurança interna, distribuidores de alimentos e garçons) às medidas de IPC, para evitar a possível transmissão do vírus no trabalho.

Atividades concluídas: em 23 de maio, lançamos uma unidade de resposta rápida nos bairros Ras Al-Nabaa e Basta em Beirute para apoiar pessoas vulneráveis. No local, 70 pessoas foram confirmadas anteriormente com COVID-19. MSF forneceu informações aos pacientes suspeitos e confirmados de COVID-19 sobre sua condição de saúde, além de sessões gerais de conscientização e apoio à saúde mental. Na área de Basta, ao longo de 10 dias, nossas equipes coletaram, usando swabs, mais de 200 amostras de casos suspeitos para testes.

Irã

Atividades encerradas: No Irã, MSF chegou a um acordo com as autoridades para prestar cuidados aos pacientes com COVID-19 na cidade de Isfahan. Nos apressamos com o carregamento dos materiais, dentre eles um hospital inflável e o transporte dos nossos profissionais, e estávamos nos preparando para iniciar as atividades, antes que as autoridades revogassem inesperadamente a permissão.

As atividades regulares de MSF no Irã continuam no sul de Teerã e Mashhad.

Iraque

Nossas equipes estão apoiando o hospital Ibn Al-Khatib, em Bagdá, no Iraque, com o aprimoramento das medidas de prevenção e controle de infecções e com o treinamento para o uso correto dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

Em Mosul, MSF equipou um edifício de 50 quartos no complexo hospitalar Al-Salam, administrado pelo Ministério da Saúde, para isolar pacientes. Outro hospital localizado no mesmo complexo, Al-Shifaa, foi reconstruído por MSF em 2019 e agora está sendo usado como o principal ponto de referência de COVID-19 para pacientes na província de Ninewa. Estamos montando 40 leitos de isolamento e outros 30 para tratar pessoas com casos leves e moderados. MSF trabalhará em cooperação com as autoridades locais de saúde para tratar os pacientes.

Em Erbil, MSF também tem ajudado as unidades de saúde locais, fornecendo suporte técnico, apoio logístico e treinamento para sua equipe em prevenção e controle de infecções. A triagem começou no campo de deslocados internos de Laylan (província de Kirkuk) e em Abbasi, província de Hawija. A equipe de MSF em Hawija também está realizando vigilância de doenças e construindo dois hospitais móveis para tratar casos leves de COVID-19, com capacidade para 10 leitos em cada um.

Paquistão

Em Timergara, norte do Paquistão, a equipe de MSF administra uma ala de isolamento de 24 leitos para pessoas com casos leves e moderados de COVID-19, encaminhando pacientes graves para hospitais universitários.

Nossas equipes também estão examinando mais de 1.000 pessoas por dia em busca de sintomas do vírus e fornecendo consultas para aqueles que apresentem casos suspeitos do novo coronavírus.

Em alguns casos, MSF está transportando por ambulância pacientes positivos de COVID-19 no distrito de Lower Dir para levá-los à enfermaria de isolamento. Na província de Balochistan, os profissionais de MSF estão trabalhando na ala de isolamento do hospital do distrito de Killa Abdullah, contratando pessoal de apoio, fornecendo água, saneamento e logística, além de treinamentos para a equipe de saúde.

Confira nossa atuação em outras regiões:

+ Brasil
+ África
+ Américas
+ Ásia
+ Europa

Notícias

Confira as notícias de MSF sobre o novo coronavírus.

“A COVID-19 aumentou a incerteza não só sobre o futuro, mas também sobre o presente”

11/10/2020

MSF atua contra a COVID-19 no campo de Zaatari, na Jordânia

30/10/2020

MSF elogia ação da Fiocruz para dar transparência a acordo com a AstraZeneca para produção de vacina

03/11/2020

Compartilhe: