NOSSA ATUAÇÃO NA ÁFRICA

O que MSF está fazendo contra a COVID-19 no continente africano.

Foto: Agnes Varraine-Leca/MSF

Estamos trabalhando para garantir a continuidade da oferta de cuidados médicos adequados e vitais em nossos projetos já existentes. Isso é desafiador, porque as atuais restrições de viagem estão limitando nossa capacidade de transferir profissionais entre diferentes países. Há também uma pressão global sobre a produção de alguns suprimentos médicos, em particular os equipamentos de proteção individual para profissionais de saúde, como máscaras.


Em resposta à COVID-19:

República Centro-Africana

MSF começou a construir um centro de tratamento para COVID-19 em Bangui, na capital da República Centro-Africana, que terá capacidade inicial de 24 leitos, com possibilidade de aumento até 50. O centro tratará pacientes graves por meio de oxigenoterapia e oferecerá cuidados paliativos.

Também em Bangui, nossas equipes estão apoiando o Ministério da Saúde com atividades de vigilância, incluindo rastreamento de contatos e coleta de amostras. Reforçamos nosso compromisso com as comunidades para explicar o que é o COVID-19 e trabalhamos juntos para promover e adaptar as medidas de prevenção às suas realidades diárias.

Sudão

As equipes de MSF em todo o Sudão estão realizando sessões de promoção e conscientização da saúde com a comunidade local. Também estamos fornecendo orientação e treinamentos diários para os profissionais de saúde nas unidades de saúde que apoiamos. Também administramos uma unidade móvel de COVID-19 que apoia outras instalações, trabalhando na prevenção e detecção precoce da doença.

No hospital Omdurman Teaching, o maior do país, onde MSF possui uma equipe de mais de 60 profissionais, estamos trabalhando em conjunto com o Ministério da Saúde no departamento de emergência. Também apoiamos o MS para estabelecer e gerenciar centros de isolamento em duas cidades nos estados de East Darfur e Kordofan do Sul (Ed Daein e Dilling).

Sudão do Sul

MSF está ajudando o Ministério da Saúde do Sudão do Sul com o treinamento de profissionais de saúde em medidas de prevenção e controle de infecções e triagem de sintomas compatíveis com a COVID-19. Na capital Juba, as equipes de MSF estão instalando pontos de lavagem das mãos em vários locais com alta concentração de pessoas, inclusive em hospitais e centros de saúde. As equipes também estão realizando avaliações nas comunidades e engajando a população.
Em Yei, MSF está apoiando o gerenciamento da instalação de isolamento COVID-19, a pedido do Ministério da Saúde, dadas as restrições de pessoal e de suprimentos.

Em Agok, estão em andamento os preparativos para um departamento de internação de pacientes com COVID-19 e, em Old Fangak, o trabalho continua na criação de um centro COVID-19 com 10 leitos.

Líbia

Ministramos treinamentos sobre controle de infecções e fazemos o gerenciamento de casos para enfermeiros e médicos de hospitais líbios em Trípoli. Estamos treinando equipes médicas em Zliten, Misrata, Khoms, Yefren, Bani Walid e reforçando as medidas de IPC em centros de detenção, incluindo a instalação de pontos de lavagem das mãos, distribuição de sabão, máscaras de tecido e promoção da saúde com migrantes, refugiados e guardas.

Mali

Na capital Bamako, MSF está apoiando o gerenciamento de uma unidade COVID-19 na área do hospital Point G, onde administramos nosso programa de oncologia. A unidade inclui uma área de triagem e isolamento e uma ala onde estamos trabalhando para aumentar a capacidade para até 100 leitos. Também renovamos e melhoramos a rede de distribuição de oxigênio do hospital. MSF está fornecendo à unidade de COVID-19 equipes de controle médico, enfermagem e higiene, algumas provenientes de nosso projeto regular em Koutiala, além de suporte logístico e técnico. Também estamos ajudando nas medidas de prevenção e controle de infecções (IPC), treinando a equipe e revisando o fluxo de pacientes em outros dois hospitais de Bamako que recebem pacientes com COVID-19. Reforçamos as atividades de extensão e contato com a comunidade do Ministério da Saúde na cidade. Também estão sendo produzidas e distribuídas máscaras de pano para a população.

Foto: Lamine Keita/MSF

Na parte central do Mali (Niono, Tenenkou, Ansongo, Douentza e Koro), sul (Koutiala) e norte (Kidal e Ansongo) do país, nossas equipes estão realizando atividades de promoção da saúde com a população, treinando funcionários locais e estabelecendo pontos de lavagem das mãos no hospital de referência em Niono e nos centros de saúde vizinhos.

Em Tominian, perto da fronteira com Burkina Faso, instalamos uma barraca para isolar pessoas suspeitas de ter COVID-19 e um ponto de lavagem das mãos.
Em Mopti, MSF implementou o fluxo de pacientes e treinou a equipe onde um caso foi confirmado. Também foi realizado treinamento para 45 equipes médicas da região de Gao.

Senegal

Em Dakar, apoiamos as autoridades de saúde no Hospital Dalal Jamm, na parte norte da cidade, onde estamos fornecendo treinamento e apoio a atividades envolvendo água e saneamento e protocolos mais simplificados de triagem.

Estamos fornecendo aconselhamento sobre fluxo de pacientes, medidas de IPC, logística e treinamento em um centro de tratamento no distrito de Guediawaye, nos subúrbios do norte de Dakar, onde foi registrado um aumento recente de casos positivos. Nossas equipes também estão apoiando o Ministério da Saúde no engajamento da comunidade, vigilância de casos e mecanismos de teste para se adaptar à pandemia.

Quênia

MSF faz parte da Força-Tarefa Nacional Queniana de COVID-19 e está apoiando várias unidades de saúde nos condados de Nairobi, Kiambu, Dadaab e Mombasa, reforçando a conscientização de saúde e os treinamentos dos profissionais para gerenciamento de casos, e fornecendo apoio logístico, aumentando as medidas de prevenção e controle de infecções e triagem.

No Centro de Saúde de Kibera do Sul, nas favelas de Nairobi, a equipe está aumentando a prevenção e o controle de infecções, triagem e gerenciamento de encaminhamentos de pessoas suspeitas de ter COVID-19 aos hospitais próximos.

No campo de Dagahaley, em Dadaab, o maior campo de refugiados do Quênia, MSF montou uma unidade de isolamento de 10 leitos para pacientes com COVID-19.

Em Mombasa, montamos salas de isolamento no centro de saúde Mrima, no subpaís de Likoni, o que permitirá que mulheres com COVID-19 deem à luz em segurança.

Foto: Paul Odongo/MSF

Burkina Faso

Em Burkina Faso, estamos fornecendo apoio aos pacientes no centro de saúde de Fada, onde reabilitamos um local de tratamento provisório com 20 leitos no centro de saúde regional. Estamos treinando a equipe do Ministério da Saúde e realizando atividades de vigilância de doenças e promoção da saúde. Em Ouagadougou, as equipes de MSF concluíram a construção de um centro hospitalar com 50 leitos para atendimento de pacientes com COVID-19.

MSF iniciou atividades em Bobo-Dioulasso, no oeste do país, onde está localizado o segundo maior surto da doença. Estamos prestando atendimento a pacientes com COVID-19 em uma instalação especial, em colaboração com as autoridades nacionais de saúde. Também instalamos uma unidade de produção de oxigênio, que pode fornecer oxigênio para dezenas de pessoas, diretamente em seus leitos, de uma só vez. As equipes também estão reforçando a capacidade de outras instalações em termos de triagem, isolamento, equipamentos de proteção e medidas de prevenção e controle de infecções no Centro Hospitalar Universitário e nos centros médicos com anexo cirúrgico de Do e Dafra.

Costa do Marfim

Em Abidjan, na Costa do Marfim, as equipes de MSF e do Ministério da Saúde estão agora tratando pessoas com COVID-19 moderado em um centro de tratamento em Grand Bassam, nos arredores da cidade. Em Bouaké, treinamos profissionais de saúde e a triagem de casos nos diferentes pontos de entrada da cidade está em andamento. Atividades envolvendo água e saneamento também estão sendo implementadas.

MSF também produziu 1 milhão de máscaras de pano em parceria com a UNIWAX e outras organizações da sociedade civil. Atualmente, estão sendo distribuídas para pessoas vulneráveis em Abidjan e em outros locais. Nossas equipes, por meio de associações locais, também estão distribuindo máscaras de tecido para pacientes que sofrem de insuficiência renal, bem como para diabéticos e pessoas com hipertensão.

Níger

Na capital Niamey, no Niger, nossas equipes construíram um centro de tratamento COVID-19 com 50 leitos, próximo ao Hospital Nacional Lamordé, que começará a receber pacientes, e treinou a equipe responsável pelo tratamento da COVID-19. Também estamos realizando atividades de promoção da saúde com pessoas locais em Niamey e Magaria. Uma equipe de resposta composta por profissionais de MSF e do Ministério da Saúde está monitorando pessoas com casos simples de COVID-19 em casa.

Nigéria

As equipes de MSF na Nigéria estão estabelecendo instalações de isolamento e melhorando o fluxo de profissionais e pacientes. As equipes estão montando pontos de lavagem das mãos e áreas de isolamento, e fornecendo informações sobre promoção da saúde nas comunidades locais e nos campos de deslocados internos. Em Ngala, as equipes de MSF estão concentradas no reforço da prevenção e no controle de infecções. No estado de Ebonyi, apoiamos o Ministério da Saúde e o Centro de Controle de Doenças da Nigéria na criação do primeiro centro de testes COVID-19 estadual.

Camarões

Em Yaoundé, começamos a receber e tratar pacientes com COVID-19 moderado no centro de saúde de Djoungolo, onde aumentamos a capacidade de internação ao construir quatro quartos com 20 camas. Nossas equipes também melhoraram as medidas de IPC, triagem e fluxo de profissionais e pacientes no Hospital Geral e montamos um serviço sistemático de triagem no hospital Jamot.

As equipes de MSF estão montando uma ala de isolamento com 20 leitos no hospital regional de Buea, oeste de Camarões, para tratar pessoas com o novo coronavírus. Nossa equipe está fornecendo treinamento para medidas de IPC e tratamento para pessoas com suspeita ou confirmação da doença da COVID-19. Também estamos promovendo a saúde da população local em medidas de higiene.

MSF está apoiando o Hospital Regional de Bamenda – o centro de referência para casos COVID-19 no noroeste do país – onde estamos treinando a equipe sobre as medidas de IPC e instalamos uma barraca de pré-triagem na entrada. Também treinamos profissionais no hospital geral de Douala, a segunda cidade mais afetada de Camarões, e em outros dois hospitais da região.

As equipes estão fornecendo apoio psicossocial em Vitib, com a presença de dois psicólogos recrutados por MSF. Dois outros psicólogos também foram recrutados para apoiar cidadãos marfinenses que viviam em países vizinhos, e, para contatar casos que são seguidos pelas autoridades médicas.

Foto: Freida Nemkul/MSF

República Democrática do Congo

Na capital Kinshasa, nossas equipes estão apoiando a equipe médica do hospital St. Joseph e a equipe do Ministério da Saúde com tratamento de pessoas com COVID-19. Uma equipe também está instalando uma tenda de isolamento de 40 camas. As equipes móveis de MSF, na República Democrática do Congo, também estão apoiando 50 estruturas de saúde em quatro zonas em Kinshasa para fortalecer as medidas de higiene, equipá-las com máscaras, e estações para lavagem das mãos e treinar equipes médicas e os revezamentos da comunidade sobre medidas de prevenção e controle de infecções nos centros de saúde e nas famílias locais.

Em Masisi, província de Kivu do Norte, montamos uma ala de isolamento com 20 leitos no hospital de referência geral.

Na província de Kivu do Sul, MSF está apoiando análises laboratoriais e de amostras. Também estamos estabelecendo centros de isolamento no hospital Baraka, no hospital Kimbi e no centro de saúde Nyange para pacientes com suspeita de COVID-19. As unidades têm capacidade total de 80 leitos e apoio à saúde mental para os pacientes.

Na província de Ituri, com o compromisso das comunidades indígenas e deslocadas, MSF está construindo salas de isolamento para o tratamento de casos de COVID-19 em estruturas onde já estamos presentes. Também implementamos medidas de prevenção e controle de infecção nos locais comunitários de saúde, centros de saúde e hospitais que apoiamos. As equipes treinaram profissionais de saúde na região sobre a COVID-19 e estão fortalecendo os hospitais em Nizi, Drodro e Angumu com equipamentos médicos e recursos humanos. Também estão preparando as estruturas de isolamento e tratamento nesses hospitais.

Em Kinshasa e Goma, MSF iniciou a produção de dezenas de milhares de máscaras reutilizáveis. Essas máscaras foram fabricadas para proteger os pacientes e seus prestadores de cuidados nas estruturas que apoiamos, bem como nossa equipe não médica.

Tanzânia

Nossas equipes estão atuando no campo de refugiados de Nduta, na Tanzânia, conscientizando a comunidade sobre higiene e as melhores práticas a serem adotadas. Também construímos quatro áreas de triagem/isolamento em cada uma de nossas clínicas de saúde e um centro de isolamento em nosso hospital, para onde as pessoas suspeitas de ter COVID-19 serão encaminhadas. Atualmente, temos 10 leitos de isolamento disponíveis e estamos construindo outros 50, com a capacidade de aumentar até 100 leitos, se necessário.

Zimbábue

Na capital Harare, no Zimbábue, nossas equipes estão trabalhando para o aumento da capacidade de atendimento aos pacientes com COVID-19 para 164 leitos, enquanto os profissionais de água e saneamento fornecem apoio adicional nas comunidades. MSF treinou mais de 400 profissionais de saúde em tratamentos contra a COVID-19, vigilância laboratorial, medidas de IPC, medidas de água e saneamento em instalações, vigilância epidêmica, rastreamento de contatos, gerenciamento de dados, bem como para o transporte seguro de pessoas com teste positivo para o vírus.

As equipes também estão fornecendo suporte para a triagem, coleta de amostras para testes e prestação de serviços de saúde que não sejam de COVID-19 e promoção da saúde para pessoas que retornaram recentemente ao país.

Guiné

Em Kouroussa, na Guiné, uma ala de isolamento com oito leitos foi instalada no Hospital Municipal.

MSF está cuidando de pacientes da COVID-19 com sintomas leves, mas que precisam de hospitalização no Centro de Tratamento Epidêmico de Nongo, na capital, Conakry. Montamos essa estrutura em 2015 como parte de nossa resposta à epidemia de Ebola, antes de entregá-la às autoridades e, nas últimas semanas, reabilitamos a estrutura para adequá-la ao novo padrão e aumentar a capacidade de leitos. Nossas equipes também estão desinfectando as residências de pacientes internados no hospital, fornecendo apoio psicossocial, rastreando e acompanhando seus contatos.

Guiné Bissau

Na capital Bissau, fornecemos diferentes treinamentos no hospital Nacional Siamo Mendes, como o relacionado ao tratamento de pessoas com COVID-19, medidas de IPC e melhoria nos sistemas de água e saneamento. Também prestamos apoio a higienistas na gestão de resíduos.

Foto: MSF

Serra Leoa

MSF faz parte da força-tarefa nacional de preparação para emergências em Serra Leoa e os epidemiologistas começaram a fornecer apoio com rastreamento e vigilância de contatos. Estamos realizando atividades de promoção da saúde para a população local e apoiando a melhoria de IPC nas unidades básicas de saúde do Ministério da Saúde.

Em Freetown, os especialistas em água e saneamento e construção de MSF começaram a trabalhar no redirecionamento de uma instalação do governo para um centro de tratamento COVID-19 de 120 leitos. Nossas equipes criaram alas de isolamento no hospital regional de Makeni, no hospital Magburaka e no centro de saúde comunitário Hinistas.

No distrito de Kenema, adaptamos e reabilitamos uma unidade de isolamento de Febre de Lassa no hospital do governo para se tornar um centro de tratamento COVID-19, com 25 leitos. A unidade já está recebendo pacientes.

Libéria

MSF está fornecendo apoio ao centro de tratamento de COVID-19 do Ministério da Saúde da Libéria, melhorando o fluxo e a qualidade do atendimento aos pacientes. Em abril, nossas equipes concluíram uma campanha de um mês para conscientização sobre a doença e distribuição de sabão, beneficiando mais de 78.000 famílias em quatro dos bairros mais vulneráveis na capital Monróvia. Continuamos a realizar atividades de promoção da saúde sobre medidas de prevenção na cidade e nos seus arredores. Também estamos fornecendo suporte técnico no Hospital Militar da cidade, administrado pelo Ministério da Saúde, onde pacientes com COVID-19 estão sendo tratados.

Moçambique

Em Moçambique, estamos implementando medidas de prevenção e controle de infecções – incluindo 16 novos pontos de lavagem das mãos – e triagem para pessoas com sintomas respiratórios em todas as unidades de saúde onde atuamos. As nossas equipes também estão trabalhando com as autoridades locais para melhorar o fluxo de pacientes, fornecendo suporte técnico e logístico para dois hospitais de referência em Maputo. Em Pemba, ajudamos as autoridades de saúde locais a instalar um centro de isolamento.

Eswatini (antiga Suazilândia)

Estamos fornecendo apoio ao Ministério da Saúde de Eswatini, auxiliando na prevenção, controle e triagem de infecções nas unidades de saúde. Também fazemos parte de grupos consultivos técnicos do órgão. As equipes de MSF estão realizando educação e promoção da saúde nas comunidades.

Foto: MSF/Jakub Hein

Malaui

MSF está trabalhando no hospital do distrito de Nsanje, em Malaui, onde estamos reorganizando e adaptando o fluxo de pacientes, montando barracas de pré-triagem e triagem, áreas de espera e consulta. Também realizamos promoção da saúde e treinamento da equipe médica da linha de frente, fornecendo suporte técnico.

Somália e Somalilândia

Na Somália, estamos fornecendo promoção da saúde às comunidades e assessoria técnica ou apoio logístico para estabelecer estruturas de isolamento em algumas localidades. Em Hargeisa, treinamos equipes de emergência e motoristas de ambulância para ajudar o Ministério da Saúde a montar um centro da COVID-19.

África do Sul

Enviamos profissionais de todos os nossos quatro projetos existentes na África do Sul para as respostas da COVID-19 nas províncias de Gauteng, KwaZulu-Natal e Western Cape. Os profissionais de MSF estão ajudando as pessoas com contatos presenciais e telefônicos e no desenvolvimento e na disseminação de materiais de promoção da saúde.

Em Joanesburgo, uma equipe móvel realiza consultas de saúde primária e triagem de casos da COVID-19 em quatro abrigos para pessoas em situação de rua, os colocando em contato com uma equipe de testes e rastreamentos de MSF.

As equipes também estão desenvolvendo capacidade adicional de tratamento contra a doença em instalações de saúde em Eshowe e Mbongolwane. Em Eshowe e Rustenburg, MSF instalou barracas de triagem e pontos de lavagem das mãos em vários hospitais e centros de saúde comunitários. Em Khayelitsha, um hospital de campanha de MSF com 60 leitos começou a receber pacientes com COVID-19 em 1º de junho.

 

Assista ao vídeo e saiba como MSF está trabalhando na resposta à COVID-19 na África Oriental:

Confira nossa atuação em outras regiões:

+ Brasil
+ Américas
+ Ásia
+ Europa
+ Oriente Médio

Notícias

Confira as notícias de MSF sobre o novo coronavírus.

Moçambique: COVID-19, malária e outras doenças ameaçam deslocados pela violência

03/11/2020

Em movimento histórico, Índia e África do Sul propõem que não haja patentes sobre os medicamentos para COVID-19

07/10/2020

MSF retoma atendimentos regulares de saúde mental na Libéria

09/10/2020

Compartilhe: